ComCausa mapeará equipamentos de apoio à mulher

A ComCausa lançará na próxima sexta, dia 05 de fevereiro, a página de internet com a rede de apoio à mulher na Baixada Fluminense, além de disponibilizar um núcleo de articulação e orientação às violências de motivação de gênero na região.

Segundo o criador do projeto, o jornalista Adriano Dias, “desde 2015 vemos o aumento da incidência de casos de violência contra a mulher, além da normatização desta prática, questão que se agravou no último ano” – afirma Adriano – “No decorrer do ano de 2020 acompanhamos uma explosão de casos de violência doméstica durante a quarentena social. O que era da nossa percepção, se confirma através de diversos institutos que divulgaram dados relativos a estes casos”. Um exemplo foi a Central Judiciária de Acolhimento da Mulher Vítima de Violência Doméstica (Cejuvida) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) que tiveram mais de 1.500 atendimentos de vítimas de violência doméstica e familiar somente até julho de 2020, contra 1.963 em 2019. “Cabe ainda ressaltar que os dados referem-se aos delitos que foram notificados, o que não representa o total de mulheres vitimadas, considerando que estes delitos caracterizam-se pelo alto número de subnotificações. Tal situação é, em muito, ainda provocada pela desinformação e a mínima articulação para orientar o acesso a equipamentos públicos de prevenção, mediação e apoio a este tipo de violência na região da Baixada Fluminense”, diz Adriano.

Mulheres ComCausa
Lançado nesta segunda, primeiro de fevereiro, dia da Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher. Com apoio de empresas privadas, a primeira etapa do projeto Rede Mulheres ComCausa será mapear e contatar os equipamentos de apoio à mulher, como as DEAMS, coordenadorias municipais, pastorais, movimentos sociais, entre outros como os representantes da Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar dos 20º, 21º, 24º e 39º batalhões. Em seguida, a instituição irá criar e disponibilizar uma página na internet (comcausa.net/redemulherbaixada) com a rede de contatos de apoio à mulher.

Segundo Emanoelle Cavalcanti, que coordenará o projeto Rede Mulheres ComCausa, os passos seguintes serão disponibilizar um número de contato para orientação e articulação desta rede. “Pretendemos também buscar apoio para promover uma capacitação a fim de potencializar a atuação de moradoras da Baixada para que sejam promotoras dos direitos da mulher e ajudem nesta rede” – diz.

Emanoelle também conta que “na Baixada um dos importantes equipamentos é o CIAM Baixada, nossa finalidade é buscar contribuir para o fortalecimento desta rede.  A ComCausa  que também promoverá companhas alinhadas ao Disque 180 e 100. Além de buscar apoio junto  outros órgãos do Governos do Estado e o Tribunal de Justiça”.

Outros projetos da ComCausa

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa