ComCausa reativará projeto de Memória e História

A ComCausa promoveu várias atividades ligadas a iniciativa de memória e verdade no período de criação da Comissões Nacional da Verdade. Foram mais de cinquenta atividades entre 2012 e 2015 que foram diretamente articuladas pela ComCausa ou em parceria com instituições e o poder público. Desde ações como o Circuito de Cinema Memória e Verdade, realizado na Baixada, Petrópolis, Juiz de Fora, na região da mata de Minas Gerais. Passando pela criação do Comitê da Verdade da Baixada Fluminense, junto com a Comissão da Verdade do Rio, até a exposição dos 50 anos da ditadura, que foram colocadas em escolas da região e prefeituras da região, em 2014.

Diante do notório posicionamento do governo brasileiro de legitimar a ditadura civil-militar no Brasil, o fundador da ComCausa, o jornalista Adriano Dias, divulgou que “a ComCausa decidiu reativar projeto Memória e Verdade para promover a reflexão sobre este momento. A nosso projeto prioritariamente focava em ações de resgate histórico das violações do Estado Brasileiro, mas agora vamos ampliar para ‘Memória, História e Verdade’, buscando enfatizar os movimentos de resistência diante da violência estatal promovida contra os próprios brasileiros”.

Segundo Adriano, além da reformulação de ações já existentes, como a página Memorial João Cândido e de Dom Adriano, a instituição se pautará por datas emblemáticas do Dia Internacional do Direito à Memória e a Verdade e da morte de Dom Oscar Romero, entre outros.

“Diante das restrições da pandemia, principalmente no momento de agravamento entre os meses de março e abril últimos que nos fez suspender as atividades externas e limitou muito a participação dos colaboradores na ComCausa em nossa sede, refizemos então nosso planejamento e executaremos essa primeira fase do Memória e História até junho”, disse Adriano.

Memória e História

A ComCausa vai se articular com centros acadêmicos, movimentos sociais e instituições como as Dioceses de Nova Iguaçu e Duque de Caxias, juntamente com a criação de uma rede de colaboradores entre estudantes e militantes que tenham a história, sociologia, entre outras áreas como interesse de estudo e militância.

O projeto será coordenado Peter Sana, que é Professor é professor da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro – Seeduc, formado em história, filosofia, pós graduado em sociologia. Também mestre em educação e doutor em história social.

Na primeira fase serão criados memoriais e exposições eletrônicos nas plataformas digitais da ComCausa, principalmente a página institucional, a fim de disponibilizar um banco de informações para todas as pessoas. Os conteúdos serão promovidos pelos canais em redes sociais em cards, além de publicações jornalísticas pelo Portal C3 e a rede de parceiros na impressa. Para a reflexão sobre os conteúdos serão realizados DebatePapos Memória e História a cada tema abordado.

Segundo Peter Sana: “Baixada é marcada historicamente pela pobreza, descaso das autoridades políticas e negligência dos órgãos de segurança pública, e por isso a violência sempre foi tão latente na realidade dos moradores da região. Para tanto, em sua trajetória no bispado em Nova Iguaçu, Dom Adriano buscou reunir diversos recursos para combater a violência, que já se tornava intensamente presente na realidade do morador da Baixada a partir da metade do século passado”, enfatiza Peter ao expor a retomada com a figura do Ex-Bispo de Nova Iguaçu. “Vamos com a ComCausa e seus colaboradores buscar juntos elaborar uma série de debates em torno do resgate da memória e da história de luta por direitos humanos na Baixada pautados na figura do bispo Dom Adriano, assim como promover uma gama de documentações que comprovam a riqueza literária, o enfrentamento e a resistência do bispo em relação aos anos de chumbo, durante a ditadura civil-militar-empresarial, um período trágico de nossa história.

O primeiro DebatePapo será na quinta-feira, dia 06 de maio, a partira da 20 horas no Facebook da ComCausa – tendo como convidado o jornalista Artur Messias e sendo mediado pelo fundador da ComCausa, o também jornalista Adriano Dias.

Para acompanhar a página acesse www.comcausa.net/memoriahistoria e www.comcausa.net/domadriano

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

 

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.