Dia Nacional da Artilharia

Hoje, dia 10 de junho, o Exército Brasileiro celebra o dia da artilharia e homenageia o nascimento do Marechal Emílio Luís Mallet. A artilharia, uma arma organizada nos exércitos, reuni um quadro de militares especializados, treinados e capazes de operar armamentos pesados e toda a sua logística. A trajetória da artilharia brasileira está relacionada ao Marechal Emílio, também conhecido como Barão de Itapevi.

Emílio nasceu na França, em 1801 e chegou ao Brasil com 17 anos, em 1818 e fixou residência no Rio de Janeiro. Em 1822 foi convidado pelo Imperador Dom Pedro I a iniciar atividades com armas no Exército, que estava em fase de reorganização, pós independência do Brasil. O imperador buscava organizar e treinar uma tropa de caráter regular para assegurar o novo país independente.

Em Tuiuti, suas bocas-de-fogo foram nomeadas como “Artilharia Revólver”, devido à precisão e rapidez de seus fogos na maior batalha campal da América do Sul. A construção de um fosso profundo para a proteção de suas peças tornou-se um marco de seu preparo para a guerra, feito que eternizou a célebre frase na história militar brasileira: “Eles que venham! Por aqui não passam!”. Sua abnegação, seu destemor e sua perspicácia transformaram-se, ao longo dos vários conflitos de que participou, em um paradigma para todos aqueles que escolheram servir à Pátria na Arma de Artilharia.

Fonte: Exército Brasileiro 

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa