Juventude Perdida prepara disco

Formada em 1997 por Daniel de Christo e DJango da BF, a banda Juventude Perdida é uma banda de Punk Rock do bairro de Austin, Nova Iguaçu, Baixada Fluminense.

Segundo o baixista e vocalista Django da BF, “a proposta do grupo nasceu de festas adolescentes que rolava na casa do baterista Daniel, cuja o que originou o nome da banda”. Além de Daniel de Christo e Django, o Juventude Perdida tinha Renato Andolph nas guitarras. Alguns anos depois dos primeiros ensaios, entra David Junior no baixo e Django fica somente no vocal. Com esta formação o grupo gravou o primeiro álbum chamado “Dannymal Boy”, lançado em 1999, sendo o primeiro de uma banda de Punk Rock da Baixada Fluminense.

Após tocaram em diversas casas de shows, como a Hillo´s Rock e Excêntric, entre outros points do circuito alternativo, o Juventude Perdida dá um tempo somente retornando com 2019 já com a proposta de gravar material novo e algumas revisões dos antigos.

Atualmente estão no Estúdio Lux preparando seu segundo álbum com a formação Django da BF (Vocal/baixo), David Junior (guitarras) e Daniel de Christo (bateria).

Para saber de todas as novidades a respeito da Juventude Perdida, acompanhe a banda em suas redes sociais e escute “Dannymal Boy” de Juventude Perdida na Deezer.

Juventude Perdida:
– Django da bf (vocal/baixo)
– David Junior (guitarras)
– Daniel de Christo (bateria)

Mais informações do Juventude Perdida:
Facebook: https://www.facebook.com/dannymalboy.jp.3
Instagram: https://www.instagram.com/jp_punk_rock_band/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC3NI6Uy4h6lFXjwpUvM3AVA

Aí vai uma música pra você: Dannymal Boy de Juventude Perdida

Juventude Perdida no projeto Tosco

Agustín Tosco Gringo era um líder sindical argentino Argentinos e um dos líderes do Cordobazo, importante da ato popular histórico acontecida na província que confunde o nome da própria revolta. A referência dúbia da palavra “Tosco” foi o nome escolhido pelo jornalista Adriano Dias para o projeto de resgatar algumas músicas punks do final dos anos 1970 e anos 1980, período que o movimento explodiu pelas periferias de todo o Brasil.

Após algumas conversas com Django e Daniel do Juventude Perdida, parceiros de mais de 20 anos de Adriano, a ideia do projeto Tosco ganha corpo com a participação do guitarrista da banda Hicsos, Alexander Carreiro. Com o grupo composto entraram no estúdio para o ensaio e a gravação do primeiro EP com duas músicas, clássicos do punk rock das bandas Ratos de Porão e Garotos Podres.

“A proposta é nos reunirmos, escolhermos algumas música e gravarmos EPs e singles. Este primeiro vamos de ‘Juventude Perdida’ do RDP e ‘Eu não sei o que quero’ do Garotos Podres. Duas referência da primeira metade da década de 1980”, diz Adriano que participou de movimentos punks na década de 1980 e passou por várias bandas como a conhecida Gangrena Gasosa. Nas décadas seguintes produziu shows de rock paralelamente que criou a ComCausa.

As gravações já estão em andamento no Estúdio Luz, em Austin, Nova Iguaçu, e a proposta é finalizar a produção em fevereiro e disponibilizar e ver o melhor momento para disponibilizar nas redes. “Esta é somente a nossa primeira experiência, depois vamos conversar sobre rumos, novas músicas, se vamos ampliar ou fazer apresentações” – diz Adriano – “Na verdade a banda é o Juventude Perdida que nos proporcionou esta grande celebração da música, da vida, as nossas histórias como admiradores da cultura alternativa”.

Tosco Punk Rock

Alexander Carreiro | Guitarra

Daniel de Christo | Bateria

Django da BF | Baixo e vocal

Adriano | Vocal

| Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

 

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.