Eletronuclear adiou retomada de Angra 2

A Eletronuclear adiou para o início de agosto a estimativa de retomada da operação da usina nuclear de Angra 2, prevista inicialmente para ser religada na próxima semana, informou a companhia nesta sexta-feira. O motivo do adiamento é que a parada de reabastecimento de combustível da planta vai durar mais tempo que o previsto originalmente pela estatal.


Segundo a companhia, as inspeções de rotina no combustível nuclear da usina, realizadas durante a parada, indicaram a necessidade da realização de testes adicionais.

A cada reabastecimento, é substituído cerca de um terço do combustível do reator. De acordo com a empresa, na inspeção desta parada, foi detectada, nos elementos combustíveis carregados no último ciclo de operação, uma oxidação superficial inesperada no revestimento dos tubos que contém as pastilhas de urânio enriquecido. Por conta disso, será necessária uma nova avaliação.

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.