Sede do Governo do Rio será transferida para a Região Serrana

Sede do Governo do Rio de Janeiro será transferida para marcar os dez anos da tragédia causada pelas chuvas na Região Serrana, o governador em exercício Cláudio Castro decretou nesta quarta-feira (06/01) a transferência da sede do governo para os municípios de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis e luto oficial em todo Estado do Rio nos próximos dias 10, 11 e 12.

Há dez anos, os moradores da Região Serrana sofreram com o maior desastre natural da história do país, e não podemos deixar de relembrar a data. Vamos transferir a sede do governo para ouvir as demandas das prefeituras e da população e definir prioridades de ações para a prevenção a novas tragédias. Em memória às vítimas, vamos celebrar atos ecumênicos. Também iremos homenagear bombeiros que ajudaram a salvar vidas e resgatar as vítimas fatais – explicou o governador.

O um dos maiores desastres socioambientais natural do Brasil

O temporal de 11 de janeiro de 2011 foi previsto pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Um aviso meteorológico especial foi emitido para o governo estadual por volta de 16h20. Pela noite e madrugada de terça para quarta, um grande volume de chuvas provocou enchentes e deslizamentos sete municípios: Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis, Bom Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro e Areal. Foi considerado a maior catástrofe climática e geotécnica do país.

Um área estimada de 2.300 km², onde vivem mais de 713.000 habitantes, foi atingida. Segundo dados oficiais, quase 1000 pessoas morreram e cerca de 30 mil pessoas ficaram desabrigadas. Quase um anos depois, em agosto de 2012, a ComCausa participou de uma força tarefa convocada pelo Governo Federal, para tentar reduzir o número de quase 200 desaparecidos.

Odesastre foi comparado, por sua dimensão e danos, a outras grandes catástrofes, como a que devastou a região de Blumenau-Itajaí, em Santa Catarina, em 2008, e a provocada pelo furacão Katrina, que destruiu a cidade de Nova Orleans, nos Estados Unidos, em 2005. O desastre natural foi classificado pela ONU como o 8º maior deslizamento ocorrido no mundo nos últimos 100 anos.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.