Transexual foi assassinada a tiros

Uma transexual foi assassinada a tiros na madrugada deste domingo, dia 9 de dezembro, em Rondonópolis em Mato Grosso. Segundo o que foi divulgado pela policia, Victória Landeira de 20 anos, trabalhava em um ponto de prostituição quando foi morta por um suposto cliente que se apresentou como policial federal. Victória teria se recusado ao programa sexual e foi baleada pelo suspeito que estava em um carro. O crime ocorreu às 2h no Bairro Novo Horizonte, nos fundos do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Uma testemunha relatou aos policiais que estava perto do local e ouviu o barulho de um disparo.

A Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) foi comunicada do crime e abriu um procedimento para investigá-lo.

Depois de ouvir o disparo, uma testemunha viu um carro, modelo Siena de cor prata, saindo do local. O mesmo carro parou perto e tentou contratar os programas da profissional.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou dar os primeiros socorros à vítima e encaminhou Victória ao Hospital Regional, onde morreu durante o atendimento.

| Adriano Dias – fundador da ComCausa.

Comunicando ComCausa

Ponto de Cultura e Mídia Livre ComCausa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.