Trens podem parar agosto

O presidente da Supervia, companhia de transporte ferroviário do Rio de Janeiro, alerta para uma possível paralisação dos trens em agosto. Segundo Antonio Carlos Sanches, se nenhum apoio financeiro for feito pelo governo federal ou estadual, “o colapso será inevitável e todos os ramais seriam interrompidos”.

A SuperVia alegou que os trens do Rio transportavam em média 600 mil pessoas por dia útil. Nos últimos meses foram somente cerca de 200 mil passageiros, quase um terço a menos. A empresa afirma que diversas ajustes foram feitos para ajustar as contas, mas devido as medidas de isolamento social por conta do novo coronavírus, não teriam como manter as operações dos trens.

O governo do Rio verifica se existem dívidas com o setor de concessionárias de transporte, se confirmado, os valores poderiam ser repassados o que daria tempo para a reorganização das empresas e manteria os serviços a população. Tal movimentação dependeria de posicionamento do Tribunal de Contas, Ministério Público e da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Nesta manhã, o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, teve uma reunião virtual com Antonio Carlos Sanches, juntamente com os deputados Luiz Paulo, Marcelo do Seu Dino, Waldeck e Lucinha tratando do assunto.

| Adriano Dias

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.