Universidades públicas do Rio adotam aulas à distância

Universidades públicas do Rio de Janeiro adotam medidas para inclusão digital de alunos cotistas e de baixa renda diante da possibilidade de retomada das aulas de maneira remota, ou seja, à distância.

A Universidade do Estado do Rio (Uerj) também divulgou o pagamento de um auxílio emergencial de R$ 600 aos alunos cotistas dos cursos de graduação após a reitoria discutir a possibilidade de aulas à distância. O pagamento anunciado vai ser feito em uma parcela única no mês de setembro, e deve ser usado para compra de materiais didáticos e também de pacotes de internet, e equipamentos que possam ajudar nos estudos online. Alunos do Colégio de Aplicação da Uerj (CAp-Uerj) também estão incluídos no auxílio.

A universidade destaca ainda que, caso haja necessidade de aulas remotas, um plano de inclusão também poderá ser criado para outros estudantes, técnicos e professores que precisem dos instrumentos necessários para as atividades à distância. Para isso, a Uerj informa que adota medidas orçamentárias junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro. Luan Luiz, coordenador geral do Diretório Central de Estudantes (DCE) da Uerj, que está à frente do processo por mais inclusão, diz que há muito a se fazer para garantir igualdade de ensino.

Outra universidade pública que adota medidas para tentar ampliar a inclusão digital dos estudantes é a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A instituição vai distribuir 13 mil kits de internet a alunos de baixa renda da graduação e pós-graduação para assistência na retomada das aulas de maneira remota. Segundo a UFRJ, 45% dos alunos da universidade têm renda familiar abaixo de um salário mínimo e meio e a situação impacta no acesso às redes para o ensino à distância.

Os alunos que precisarem receber o kit internet e que ainda não se cadastraram têm até as 17h desta quinta-feira (16) para realizar a inscrição. Para isso, devem acessar o Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga), no site portalaluno.ufrj.br, e acessar a opção “Pesquisa Avaliativa”. Em seguida, a aba “Inscrição Auxílio Inclusão Digital”.

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.