Acolhida e memória Eduardo de Jesus

A criança Eduardo de Jesus Ferreira foi baleado na porta de sua casa e morreu no fim da tarde do dia 2 de abril.

Na ocasião do ocorrido, policiais militares tinham sido atacados por suspeitos e estavam revidando a agressão numa área de mata, conhecida como Areal. Os policiais que participaram da operação que culminou com a morte do menino foram afastados das ruas.

O resultado do inquérito que investigou a morte de Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, apontou que o menino foi morto na porta de casa por um tiro disparado por policiais durante tiroteio no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, no dia 2 de abril.

Como os PMs que faziam parte da operação entraram em confronto com traficantes e o garoto ficou na linha de tiro, as investigações consideraram que os agentes atuaram em legítima defesa e, portanto, não foram indiciados no inquérito, encaminhado ao Ministério Público.

A doméstica Terezinha Maria de Jesus, 36 anos, mãe da criança, voltou para o Piauí, sua terra natal. Ela desembarcou no estado com duas filhas, um neto, e o genro.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Comunicando ComCausa

Ponto de Cultura e Mídia Livre ComCausa.