Forte disseminação de covid-19 na Baixada

Pela terceira semana seguida, a análise realizada pelo “Dados do Bem” aponta que a Baixada Fluminense continua sendo o local com maior percentual de positivos entre as pessoas que foram testadas dentro da plataforma.

A Baixada Fluminense segue com alto índice de positivos entre aqueles que foram testados e a Zona Norte carioca também apresenta números relevantes de contaminação. Os bairros com o maiores percentuais de indivíduos infectado são: Periquitos (Duque de Caxias) – 60,87%; Lote XV (Belford Roxo) – 58,82%; Mangueira (Zona Central) – 57,89%; Tomazinho (São João de Meriti) – 55,56%; Barros Filho (Zona Norte) – 50,89%);  Grama (Nova Iguaçu) – 50%; Nova Piam (Belford Roxo) – 50%; Parque Columbia – 46,67&; Engenheiro Leal (Zona Norte) – 46,15% e Jardim Sumaré – 44% .

Importante ressaltar que o “Dados do Bem” não realiza testagem em massa. A iniciativa integra os dados de risco identificados pela autoavaliação e os resultados de testes sorológicos rápidos.

Já entre os municípios do Estado, os que estão com percentual mais elevados de positividade entre os testados são: Belford Roxo (29,65), Duque de Caxias (27,97%); São João de Meriti  (25,71%); Queimados (25%); Nilópolis (21,58%); Magé (21,54%); São Gonçalo (19,14%); São João da Barra (18,75%) e Itaguaí (18,18%).

Em operação no Rio de Janeiro desde o dia 28 de abril, “Dados do Bem”  já conta com mais 260 mil downloads apenas no município do Rio. Desses, 263.407 pessoas fizeram a autoavaliação respondendo perguntas sobre sintomas associados à Covid-19 e histórico de saúde. De todas que preencheram o questionário, 48.672 foram testadas até a data de corte do estudo e, dessas, 14% (6.780) receberam o resultado positivo para o coronavírus.

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.