Policlínica Municipal de Mesquita recebe cerca de 12 Mil munícipes ao mês

Investir em saúde sempre foi uma prioridade do meu governo. Nos últimos quatro anos, eu e minha equipe, realizamos a descentralização e expansão dos atendimentos, dando ao mesquitense a atenção básica para o cuidado contínuo. Essa é uma tática que não seria possível sem uma de nossas unidades principais, a Policlínica Municipal Celestina José Ricardo Rosa.

Conhecida pelo mesquitense, essa é uma unidade de nível intermediário no SUS – entre a atenção básica e a hospitalar – destinada ao desenvolvimento de saúde especializada para o cidadão, auxiliando na promoção e recuperação do bem-estar. Apesar de sua importância, foi abandonada pelo poder público em outros governos, o que afetou o atendimento na cidade até sua atual configuração.

 Buscamos uma nova realidade, trabalhamos na manutenção do local e realização de novos exames. Hoje, a unidade é responsável pela média de 6 mil atendimentos por mês, assistindo o mesquitense nas mais diversas áreas, como angiologia, oftalmologia, cardiologia, hematologia, neurologia e mais. Além de contar com exames difíceis de ser encontrados no setor público, como Endoscopia Nasal, Videolaringoscopia, Endoscopia Digestiva, Escleroterapia – usada no tratamento para varizes – e Ultrassonografias, todos procedimentos realizados gratuitamente em nossa cidade.

Estes serviços funcionam, principalmente, porque temos o auxílio das unidades de atenção primária em Mesquita. Nas Clínicas da Família, UBS’S e demais unidades municipais, os moradores recebem o primeiro atendimento, sendo encaminhados para a Policlínica apenas em casos de necessidade, por guia de referência e contra-referência via sistema de regulação.

Mais programas

Outros programas também passaram por expansão, como foi o caso do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Aplicamos novas formas de atender o mesquitense, indo além das consultas odontológicas que eram oferecidas na policlínica. Atualmente, o local atende 1.400 mesquitenses por mês, oferecendo cuidado especializado e abrangendo as peculiaridades de cada paciente. Lá são feitas, por exemplo, próteses dentárias de forma gratuita e temos um setor exclusivo para o atendimento de pacientes com necessidades especiais.

As melhorias acompanharam, ainda, os programas do Centro de Especialidades da Mulher, Criança e Adolescente de Mesquita (CEMCAM) – prevenindo mulheres em questões como câncer de mama e colo do útero – e Centro de Especialidades em Fisioterapia e Reabilitação (CEFIR), trabalhando com a Fisioterapia Geral, Acupuntura, Terapeuta Ocupacional e outros.

Cerca de 12 mil mesquitenses buscam a Policlínica, todos os meses, para prosseguir com o cuidado contínuo que nosso município oferece. Reafirmando nosso compromisso com a cidade e com o morador, dando qualidade de vida com serviços que funcionam.

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.